Pense Nisso 03: A relação entre o Pelagianismo e o texto de Romanos 5

Quinta Pregação: Grupo de Oração em saída – Leandro Rabello – Retiro Estadual para Coordenadores de Grupos de Oração
24 de março de 2019
RCC de Santa Catarina realiza o Retiro Estadual para Coordenadores de Grupo de Oração
28 de março de 2019

O Papa Francisco tem chamado a atenção dos cristãos para o pelagianismo atual, pois a antiga heresia que exalta o mérito humano e declina a graça divina parece ainda estar muito viva na Igreja. Paralelamente, a Renovação Carismática Católica (RCC) do Brasil vive em 2019 seu ano jubilar, com o tema “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5).

Mas que relação existe entreessa mentalidade e o conteúdo de Romanos 5?

É curioso notar a insistência de São Paulo no anúncio da salvação como graça totalmente imerecida aoadvertir o povo de Roma antes mesmo que a corrente pelagiana existisse. Diversas vezes o apóstolo usa advérbios de meio para mencionar Jesus nos escritos, exaltando Seu protagonismo no intermédio entre o ser humano e Deus. Explica também que a justificação do homem só é alcançada através da pessoa de Jesus Cristo, que deu sua vida para que a humanidade fosse salva, e ressalta que toda boa obra realizada é fruto da graça suficiente concedida por Deus – o oposto do que Pelágio afirmava.

Além disso, os romanos foram exortados sobre a gratuidade do amor infundido nos corações pelo Espírito Santo, deixando implícito nossa incapacidade humana diante da imensa graça derramada por Deus conforme lhe aprouve. Da mesma forma,a RCC Brasil tem sido impelida a reconhecer Jesus como o Senhor desses 50 anos em que se tem experimentado o amor cuja fonte é o próprio Espírito divino, pelo qual glorificamos a Deus e nEle depositamos nossa esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X