‘Comunhão fraterna’ é tema da quarta pregação do Congresso Estadual

“Quando Jesus derrama as graças em cada um de nós é preciso que o coração arda”, afirma Luciana Neves no Congresso Estadual
7 de setembro de 2019
XVII Congresso Estadual RCCSC | Santa Missa de Abertura com Dom Jacinto da Diocese de Criciúma
9 de setembro de 2019

Palavra conduzida aos fiéis foi em São João 13, 35

A quarta pregação do XVII Congresso Estadual iniciou na manhã de domingo (8), e foi conduzida por Vinícius Simões, secretário geral da Renovação Carismática Católica (RCC) do Brasil. A palavra foi a de João 13, 35: “Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. O pregador frisou a importância da comunhão fraterna nas realidades cristãs. Manter viva a compaixão e garantir que Jesus reina e vivo está em nossos corações.

Deus nos amou e nos dá condições para transbordar esse amor. Ele nos perdoou e nos deu a mesma oportunidade para perdoar nossos irmãos. Nós precisamos ser vasos transbordantes desse amor em casa, no trabalho e na escola. Se não for assim, estaremos vivendo um falso amor. Se você tem sido benção no seu grupo de oração, você também precisa ser benção no seu serviço, no bairro onde mora e em casa. “Eu preciso nutrir a comunhão, decidido por ela, pelo amor”, ressalta Vinícius.

Nascemos para amar e precisamos ser reflexo de Jesus em nosso dia a dia. Assim como diz Papa Francisco: “Ser membro da Igreja torna os fiéis corresponsáveis uns pelos outros”, e ele completa ao exortar que não fazer isso nos descaracteriza como cristãos. É o amor que toca os corações e o Grupo de Oração (GO) precisa ser uma comunidade em transformação por esse. A nossa Jerusalém, ou seja, o nosso GO precisa ser uma corrente de graça que leve a renovar o ardor do Espírito Santo e assim a fé em Cristo. A fé por sua natureza se abre ao “nós”, à comunhão com a Igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X